FÓRUM FUTURÁLIA EDUCAÇÃO, PATRIMÓNIO E CONHECIMENTO

Futurália é o maior acontecimento que se realiza anualmente em Portugal em matéria de oferta de educação/formação e também o que mobiliza mais jovens e demais partes interessadas – mais de 80 mil participantes em 2018 – provenientes de todo o país, tendo como palco a FIL-Feira Internacional de Lisboa. Neste contexto integra-se também o Fórum Futurália que visa antecipar tendências e marcar um posicionamento em matéria de conhecimento sobre temas centrais no campo da educação e formação ao longo da vida, emprego e juventude.

Em 2018, o Fórum Futurália teve lugar a  15 de março e,celebrando o “Ano Europeu do Património Cultural”, teve por tema central “Educação, património e conhecimento”. O património cultural nas suas diferentes valências é entendido como um ativo estratégico com uma cadeia de valor muito abrangente e da maior relevância económica, social e cultural para o país. E, no contexto da digitalização generalizada da economia, colocam-se novos desafios e novas oportunidades para valorizar esse património, em que a educação e o conhecimento terão um redobrado papel instrumental.

Na verdade, o Património Cultural abrange tudo o que a sociedade preserva e valoriza com o objetivo de garantir a afirmação da sua história e da sua cultura: património arquitetónico; produção intelectual; bens naturais; bens imateriais. Releva-se igualmente toda a produção e realizações associadas ao conhecimento, de natureza material e imaterial, configurando importantes ativos de base e estratégicos que afirmam e configuram trajetórias de sustentabilidade da economia e da sociedade no futuro.

Pretendeu-se assim celebrar o valor e a diversidade do património português no contexto europeu, no seu sentido mais global (material e imaterial – valores, memória; ambiente; arquitetura; tradições; ciência e tecnologia) como elemento mobilizador do debate e catalisador de uma nova atitude em consonância com os grandes desafios societais, sociais e económicos atuais. O Fórum foi complementado com uma iniciativa inédita denominada mostra FuturáliaCult.

Objetivos

  • Dinamizar um espaço de reflexão e de debate em sintonia com o Ano Europeu do Património Cultural, equacionando, neste contexto, os desafios da transformação digital da economia associados à Indústria 4.0;
  • Apresentar casos de referência relacionados com formas de expressão diversificadas e abrangentes do património cultural e com participação de agentes da educação;
  • Enfatizar a relevância estratégica da educação, do património cultural e do conhecimento para o desenvolvimento económico, social e cultural e para a afirmação do país no contexto europeu.

Participantes

  • Alexandre Quintanilha
    Presidente da Comissão Parlamentar de Educação e Ciência da Assembleia da República
  • Ana Paula Laborinho
    Diretora da Organização dos Estados Iberoamericanos para Educação, Ciência e Cultura
  • Arlindo Oliveira
    Presidente Instituto Superior Técnico
  • Augusto Mateus
    CEO de AM&A
  • Eduardo Marçal Grilo
    Presidente do Conselho Estratégico da Futurália
  • Félix Ribeiro
    Fundação Calouste Gulbenkian
  • Gonçalo Azevedo Silva
    Fundador da GAP Year Portugal
  • Guilherme d´Oliveira Martins
    Administrador da Fundação Calouste Gulbenkian
  • Leonel Moura
    Artista plástico
  • Miguel Castro Neto
    Subdiretor da NOVA IMS, Universidade Nova de Lisboa
  • Paulo Osório
    Administrador da Porto Réccua Vinhos, SA
  • Pedro Colaço
    Presidente e CEO da GuestCentric Systems
2020-01-18T13:23:13+00:00